Rádio Ideias - Programa Frequência de Classe nº 40

Fique em dia com o nosso Município

Fique em dia com o nosso Município
Quite seus débitos com a prefeitura

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Menino de 3 anos fica com pedaço de madeira transfixado no pescoço após queda, em Catalão

Segundo Samu, criança brincava no quintal de casa quando acidente aconteceu. 
Ele foi transferido de helicóptero para Goiânia e está internado na UTI do Hugol.

Por Murillo Velasco, G1 GO
Um menino de 3 anos de idade ficou com um pedaço de madeira transfixado no pescoço após cair no quintal de casa, na terça-feira (13), em Catalão, na região sudeste de Goiás. Segundo o Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu), o objeto perfurou o pescoço, passou pelo tórax e parou a poucos centímetros do coração. A criança foi resgatada pelo Samu, e transportada para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage (Hugol), em Goiânia, pelo helicóptero do Corpo de Bombeiros.

Conforme o hospital, o menino fez uma tomografia e depois passou por cirurgia. Ele está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) . Ele tem estado de saúde regular, está consciente e respirando espontaneamente.

De acordo com o médico Gabriel Limongi, do Samu, a mãe relatou que o acidente aconteceu enquanto a criança brincava e que o menino só contou que havia caído, sem saber explicar como o objeto foi parar no pescoço. “Ele começou a chorar, a gritar pela mãe, com um objeto, um pedaço de madeira, empalado em região cervical direita. O objeto era maior, a mãe conseguiu serrar elevar ele até uma unidade de saúde”.

“Este caso foi um pouco mais grave porque este objeto conseguiu entrar no mediastino, que é a região onde fica o coração”, disse o médico.

O acidente aconteceu no fim da tarde de terça-feira (13). O menino foi atendido na unidade de saúde da cidade e, em seguida, foi transportado para Goiânia. Segundo o tenente-coronel Hofmann Gomes Rodrigues, o transporte aéreo foi necessário diante da gravidade do caso.

“Nós não sabíamos a profundidade dele até então. Visualmente ela apresentava bem e, com o uso da aeronave, diminuímos para 30 minutos o deslocamento. Quando se trata de criança com risco de morte, todos ficam em alerta e nos desempenhamos ao máximo para promover o resgate e o atendimento médico adequado”, contou.
Postar um comentário

Parabéns Jataí


Palestras

Palestras
Invista em seu maior patrimônio, Pessoas.