Radio Line link 1

Radio Line link 2

Mundo Informática

Na Geral

Loading...

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Parceria JAC, SESI e Raizen abrem com aula inaugural projeto PRONATEC

Nesta segunda-feira no auditório da Câmara Municipal aconteceu a aula de abertura do projeto PRONATEC.
Por Gideone Rosa
O evento aconteceu no auditório João Justino de Oliveira da Câmara Municipal de Jataí onde estiveram o secretário de Indústria e Comércio, Amilton Gonçalves, representantes da Fundação Raizen, corpo de professores e profissionais do JAC e o palestrante Gideone Rosa.
Amilton Gonçalves ressaltou a importância desse futuro grupo de profissionais que estão chegando e um momento muito importante para Jataí, um momento de profundas transformações principalmente no campo da industrialização que vai absorver essa mão-de-obra qualificada. O palestrante Gideone Rosa falou da ética profissional onde o bom comportamento é fundamental para o sucesso profissional. Christiane Oliveira professora e coordenadora do JAC concluiu falando do que os cursos representam e de normas.
Em entrevista Chrisitiane Oliveira declarou a importância de se qualificar para um mercado de trabalho tão exigente e desta importante parceria entre JAC/SESI e Raizen. Ela enfatizou finalizando que os cursos oferecidos neste semestre são: Operador de máquina agrícola, mecânica diesel, mecânica de freios, suspensão e direção,elétrica automotiva, elétrica industrial e almoxarife onde estarão fazendo os cursos 135 alunos que sairão preparados para o mercado pois alem das aulas teóricas também terão aulas práticas.

Nota JN do editor
Tivemos um momento ímpar em nossa minha vida, poder contribuir com o pouco de nossas experiências de vida para um grupo de futuros profissionais que farão a diferença em nosso desenvolvimento. Foi uma palestra maravilhosa onde estiveram também o Secretário de Indústria e Comércio de Jataí Amilton Gonçalves. Nossos sinceros agradecimentos ao JAC/SESI, em especial Christiane Oliveira, por esse momento tão importante. Foram 48 minutos de inspiração e troca de energias positivas.

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Iraque: jihadistas estão a enterrar vivas mulheres e crianças e a decapitar cristãos

O governo iraquiano acusou os jihadistas do Estado Islâmico do Iraque e Levante (EI) de ter executado cerca de 500 pessoas, a maioria da etnia yazidi, e terão enterrado vivas mulheres e crianças. Entretanto, surgem relatos de que os jihadistas estão a matar todos os cristão que encontram e a decapitar as crianças cristãs, colocando as suas cabeças em estacas.

Segundo o ministro dos Direitos Humanos iraquiano, Mohammed Shia al-Sudani, o governo de Bagdade tem provas das atrocidades cometidas.
«Temos provas inequívocas fornecidas pelos yazidis que conseguiram fugir de Sinjar, alguns dos quais escaparam à morte. Temos imagens que mostram, sem quaisquer dúvidas, que os gangues do Estado Islâmico executaram cerca de 500 pessoas após entrarem em Sinjar», garantiu.
O governante disse ainda que os jihadistas sunitas raptaram 300 mulheres para serem suas escravas.
Pelo menos 20.000 civis cercados por jihadistas no norte do Iraque conseguiram fugir e chegaram em segurança à Síria, onde foram escoltados por forças curdas de regresso ao Iraque.

Enquadrado na Lei da Ficha Limpa, Paulo Maluf tem registro de candidatura indeferido

Por Marcelo Gouveia
Político se enquadra em artigo da lei que discorre acerca de inelegibilidade por improbidade administrativa
O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) indeferiu nesta segunda-feira (1º/9) o registro de candidatura para deputado federal de Paulo Maluf (PP). Por quatro votos a três, a decisão teve como base a Lei da Ficha Limpa. O candidato à reeleição foi condenado no último ano por superfaturamento nas obras do túnel Ayrton Senna, quando era prefeito de São Paulo (1993-1996).

Conforme decisão da desembargadora Teresa Ramos Marques, o ex-prefeito terá seus direitos políticos cassados por cinco anos. Maluf se enquadra em artigo da lei que discorre acerca de inelegibilidade por improbidade administrativa. O político, que nega veementemente as acusações, irá recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Além da condenação, Maluf é procurado em 181 países pela Interpol. Ele é acusado de desviar recursos para o exterior por meio de doleiros. O político chegou a pedir a anulação do processo, mas teve o pedido negado e permanece na lista de criminosos internacionais.

Negociação de ações da Celg teria causado divisão na diretoria da Eletrobras

Por Thiago Burigato/JO
Para a tomada da decisão houve uma abstenção, um voto contrário e seis a favor. Pelo menos três desses seis, no entanto, teriam sido proferidos de forma “contrariada”

A compra de 51% das ações da Celg não foi tomada em consenso pelos conselheiros da Eletrobras. Segundo o jornal Valor Econômico, a negociação deixou a direção da empresa dividida, com uma abstenção, um voto contrário e seis a favor. Pelo menos três desses seis, no entanto, teriam sido proferidos de forma “contrariada”.

O único que não participou do encontro foi o membro independente João Antonio Lian, que estava em viagem. Segundo a publicação, Jailson José Medeiros Alves, que representa empregados da companhia, foi o único a votar contra a aquisição da distribuidora.

Apesar disso, uma fonte do Valor informou que os conselheiros Wagner Bittencourt (vice-presidente do BNDES), Lindemberg de Lima Bezerra (representante do Tesouro Nacional) e Maurício Carvalho (secretário do Programa de Aceleração do Crescimento) ficaram desconfortáveis com a posição tomada.

A fonte avalia que a decisão foi estritamente política, já que, em reunião anterior, o conselho de administração decidiu não acompanhar o aumento de capital da distribuidora matogrossense Cemat, cuja taxa de retorno é maior do que a da Celg. Na ocasião, o conselho entendeu que a Eletrobras não tinha dinheiro em caixa suficiente para realizar o negócio. “[A compra da Celg] é mais do mesmo. Ninguém se interessava pela empresa. Então a Eletrobras foi utilizada para engolir o abacaxi.” Leia mais

Feira Gastronômica da Escola Luziano Dias de Freitas

No dia 22 passado, aconteceu a Feira Gastronômica da Escola Municipal Luziano Dias de Freitas. A Feira está no seu 2º ano de demonstração do trabalho realizado em sala de aula com os alunos, mostrando que é possível realizar uma educação de consciência alimentar, despertando nos alunos uma cultura para uma alimentação saudável e de reaproveitamento de alimentos que seriam jogados no lixo.

Entre as guloseimas que estavam para degustação podemos citar: o bifinho de casca de banana, o sanduíche natural, o doce de jiló, sucos de ervas naturais e muitas outras delícias.

Foi possível, ainda, apreciar uma apresentação de tae-kwon-do feita pelos alunos que participam do projeto no Mais Educação. Também, não podemos deixar de mencionar a qualidade e beleza da horta, em que a escola cultiva vários tipos de hortaliças.

Parabéns a equipe da escola pela organização do evento e pela participação e envolvimento dos alunos nas atividades.

Projeto Justiça e Cidadania também se Aprende na Escola

O Projeto Justiça e Cidadania também se Aprendem na Escola, promovido pela A.M.B (Associação dos Magistrados Brasileiros) continua desenvolvendo as suas atividades nas escolas municipais da cidade, as quais tiveram início no 1º semestre. Esse trabalho tem por objetivo promover maior integração entre magistrado e comunidade, bem como divulgar as funções, atividades e órgãos do Poder judiciário.

Ainda no mês de junho, iniciaram-se as visitas feitas nas escolas pelos integrantes do Tribunal de Justiça. Essas visitas se iniciaram pelas escolas rurais e se estenderão para as escolas da zona urbana que estão participando do referido Projeto.

Dentre as escolas que já receberam as visitas, citamos: Escola Campos Elísios, Escola Professor Chiquinho e Escola Boa Vista. Nesses encontros o clima transcorreu em um ambiente de muita informalidade, apesar da timidez inicial das crianças, elas foram se soltando aos poucos e as perguntas e dúvidas surgindo de forma natural, questionamentos esses que iam sendo discutidos e respondidos em uma linguagem bem acessível à idade dos alunos (alunos do 5º ano do Ensino Fundamental), além de vídeos, que de uma forma lúdica, esclarecem alguns conceitos do âmbito da justiça e do direito.

Praça de Esportes e Cultura recebe móveis e equipamentos

Por Marcos Oliveira
Inaugurado em junho deste ano, durante as festividades dos 119 anos de Jataí, o complexo esportivo e cultural localizado no Setor Mauro Bento recebeu o nome de Praça de Esportes e Cultura “Salomão Fernandes de Oliveira” uma justa homenagem a um personagem ilustre de nossa cidade.

Nas ultimas semanas o complexo esportivo e cultural começou a receber os móveis e equipamentos que farão parte da sua estrutura, tais como: móveis de escritório, os computadores do laboratório de informática, os livros que farão parte da biblioteca, as cadeiras e os equipamentos de som e vídeo do cine teatro.

Além do Cine Teatro o local irá contar com tele centro, quadra de esporte, pista de skate, parque infantil, biblioteca, além de um CRAS e atenderá os moradores dos Bairros Colmeia Park, Residencial Mauro Bento e bairros vizinhos.

Em virtude da complexidade do local, ele terá a gestão compartilhada por 3 secretarias: de Cultura, Esportes e Promoção Social. Ao todo foram investidos mais de R$ 2.200.000,00 e a previsão de funcionamento é para o próximo mês de outubro.

sábado, 30 de agosto de 2014

Fabiano está solto - Justiça liberta empresário suspeito de mandar matar a namorada em Jataí-GO

Homem estava preso desde o dia 21, após decretação de prisão preventiva.
Para desembargador, não há provas de que ele tenha encomendado morte.
Do G1 GO, com informações da TV Anhanguera
A Justiça de Goiás concedeu um habeas corpus ao empresário Fabiano Antônio Falqueto, de 28 anos, preso suspeito de mandar matar a namorada, a auxiliar administrativa Tatylla Cristina Marçal da Silva, de 24 anos, que desapareceu após sair da igreja, em Jataí, no sudoeste do estado. Na decisão, o desembargador Ivo Fávaro destacou que não há provas concretas que incriminem o empresário e que ele possui residência e emprego fixos. Sendo assim, ele vai aguardar o julgamento em liberdade.
Tatylla foi encontrada morta em uma pedreira, no último dia 18 de abril, cinco dias após ter desaparecido. A jovem tinha sido vista pela última vez saindo de uma igreja. Câmeras de segurança registraram o carro da jovem sendo seguido por uma caminhonete, que, segundo a polícia, pertence ao namorado dela. Em depoimento logo após essa constatação, Fabiano negou que se encontrou com Tatylla no dia em que ela desapareceu.
Na época, ele chegou a ficar cinco dias preso, mas a defesa recorreu e o mesmo desembargador concedeu a liberdade. O advogado de Fabiano, Márcio Severino, disse ao G1 na ocasião que o empresário é inocente.

Desta vez, a Justiça decretou a prisão preventiva depois que o homem apontado como executor do crime confessou a participação e disse que ela foi executada a mando do empresário. Com isso, Fabiano foi preso no último dia 21 e a defesa recorreu novamente. Fávaro analisou o caso e mais uma vez concedeu o alvará de soltura, na quarta-feira (27).

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus), o empresário deixou a penitenciária no mesmo dia.

Motivação do crime
Segundo o delegado responsável pelo caso, André Fernandes, o homem que afirma ter matado a jovem a mando do empresário relatou que receberia R$ 4 mil. “Segundo o executor, Fabiano encomendou o crime por conta de problemas de relacionamento com Tatylla e porque ela sabia demais. Era para ele dar ‘um cala boca’ nela”, relatou.
De acordo com o delegado, o rapaz disse que o empresário tem ligações com outros crimes, que são investigados pela polícia. “Entretanto, a investigação ainda não conseguiu descobrir o que seria esse 'saber demais', quais informações a Tatylla tinha”, afirma Fernandes.

O interrogatório do suposto executor do crime aconteceu depois que ele se recuperou após ser baleado na cabeça em uma troca de tiros com policias militares. O tiroteio ocorreu em junho deste ano, quando o homem, de 24 anos, foi preso. Ele chegou a ser internado em estado gravíssimo.

Desaparecimento e morte
A jovem desapareceu após sair de uma igreja em Jataí. “Eu liguei para ela 19h. Ela estava chorando e eu não perguntei o que foi. Aí, eu a chamei para ir para igreja. Ela foi, saiu mais cedo e foi embora. Disse que ia dormir”, relatou a mãe da jovem, Adenilda Marçal Trindade, na época do sumiço da filha. Ao notar o desaparecimento da garota, Adenilda tentou ligar várias vezes para o celular de Tatylla, mas as ligações sempre caiam na caixa postal.

De acordo com as investigações, depois do sequestro, a vítima foi levada para Goiânia. Imagens de um circuito de segurança de um hotel da capital mostraram a jovem sendo conduzida por dois homens, que são os supostos criminosos contratados.

No dia 17 de abril, o carro de Tatylla foi encontrado em uma casa de Goiânia durante uma operação do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) da Polícia Militar. Na mesma ação, a polícia prendeu seis pessoas, entre elas um idoso de 77 anos e uma mulher de 35 anos, e apreendeu um menor de 17 anos. Segundo a Polícia Militar, os suspeitos afirmaram que pegaram o veículo com terceiros e disseram não ter informações sobre o sumiço da jovem.

No dia seguinte, a polícia encontrou o corpo da vítima em uma pedreira de Goiânia. Ela foi enterrada no dia 19 de abril, em Jataí.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

RIO VERDE-GO está entre as 10 cidades que tiveram maior alta da população

As cidades de Rio Verde, no sudoeste de Goiás, e Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, estão entre os dez municípios com até 500 mil habitantes que mais cresceram populacionalmente no último ano, segundo estimativa populacional divulgada na quinta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os municípios ocupam, respectivamente, o oitavo e o nono lugar no levantamento. A projeção é feita anualmente a pedido do Tribunal de Contas da União (TCU) e serve de base para o repasse de recursos para as localidades.
Em Rio Verde, o número de habitantes passou de 197 mil em 2013 para 202 mil, em 2014, o que representa um crescimento de 2,63%. Para o gerente de assessoramento do IBGE, Alessandro de Siqueira Arantes, o município tem atraído pessoas de outras cidades goianas e até mesmo de outros estados devido ao desenvolvimento econômico da região.Existem muitas indústrias se instalando em Rio Verde, além de uma agricultura e pecuária muito forte. Com isso, as pessoas vêm em busca de trabalho e melhores condições de vida”, explicou. Ainda segundo Arantes, o município é o quarto mais populoso de Goiás.
Na estimativa divulgada, Águas Lindas de Goiás aparece logo atrás de Rio Verde, em novo lugar. A cidade tinha 177.890 mil habitantes em 2013. Um ano depois, a população passou a ser de 182.526, o que representa um crescimento de 2,61%. O motivo para tamanho aumento populacional no município também se deve, principalmente à imigração, segundo o IBGE.
“Em Águas Lindas de Goiás, a explicação é a proximidade com a capital federal. Muitas pessoas buscam tentar a sorte no Distrito Federal e acabam morando nas cidades do entorno, que são consideradas cidades dormitórios e têm um custo de vida mais baixo”, disse Arantes.

EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO – II

Por Adalberto Lemos Na nossa região, estamos acostumados a observar que os pedestres não costumam, em sua grande maioria, respeitar as regras de circulação. Não e difícil se verificar que mães e pais trafegam, muitas vezes nas pistas de rolamento, trazendo dois ou três filhos pela mão, ao lado e ainda mais, empurrando um carrinho de bebê, como se fosse a coisa mais natural do mundo. O Código de Trânsito Brasileiro prevê as normas que os pedestres devem obedecer quando em circulação, já que os pedestres fazem parte do trânsito e também tem regras à cumprir. Vejamos as principais regras de circulação de pedestres; DOS PEDESTRES E CONDUTORES DE VEÍCULOS NÃO MOTORIZADOS Art. 68. É assegurada ao pedestre a utilização dos passeios ou passagens apropriadas das vias urbanas e dos acostamentos das vias rurais para circulação, podendo a autoridade competente permitir a utilização de parte da calçada para outros fins, desde que não seja prejudicial ao fluxo de pedestres. Como se vê, o pedestre tem assegurado o uso de calçadas (passeios) tanto em vias urbanas como também o uso dos acostamentos das vias rurais para circulação, e a utilização de calçadas para outros fins não pode prejudicar o fluxo de pedestres. A Análise desse artigo nos permite dizer que a utilização dos passeios (calçadas) por lojistas, vendedores ambulantes e ou estacionamentos até pode ser liberada, mas não pode, de forma alguma, obrigar o pedestre a utilizar as vias destinadas ao tráfego de veículos. § 1º O ciclista desmontado empurrando a bicicleta equipara-se ao pedestre em direitos e deveres. O parágrafo 1° nos remete a um dos erros mais comuns praticados pelos ciclistas, que é utilizar as calçadas para circulação. Eles podem utilizar as calçadas? Claro que podem, mas devem descer da bicicleta e conduzi-la empurrando, eis que desta forma o mesmo se equipara ao pedestre ‘normal’. O mesmo preceito se aplica na passagem de faixa de pedestres pelo ciclista. O condutor da bicicleta deve descer da mesma e conduzi-la, andando, sobre a faixa, e somente montar no veículo, caso queira, ao entrar novamente na pista de rolamento dos demais veículos. § 2º Nas áreas urbanas, quando não houver passeios ou quando não for possível a utilização destes, a circulação de pedestres na pista de rolamento será feita com prioridade sobre os veículos, pelos bordos da pista, em fila única, exceto em locais proibidos pela sinalização e nas situações em que a segurança ficar comprometida. § 3º Nas vias rurais, quando não houver acostamento ou quando não for possível a utilização dele, a circulação de pedestres, na pista de rolamento, será feita com prioridade sobre os veículos, pelos bordos da pista, em fila única, em sentido contrário ao deslocamento de veículos, exceto em locais proibidos pela sinalização e nas situações em que a segurança ficar comprometida. § 4º (VETADO) § 5º Nos trechos urbanos de vias rurais e nas obras de arte a serem construídas, deverá ser previsto passeio destinado à circulação dos pedestres, que não deverão, nessas condições, usar o acostamento. Infelizmente nosso estado não prima pela construção das calçadas, com pouca ou nenhuma fiscalização do poder público sobre a construção ou manutenção das mesmas e também sobre a forma como deve ser conduzida. Com base nessa inércia do poder público, nós pedestres achamo-nos no direito de utilizar as ruas para trafegarmos, o que nos é permitido, tanto nas vias rurais como nas urbanas, como se vê nos parágrafos 2° e 3° do CTB. Só com um porém. Não podemos andar com nossos amigos ou parentes, lado a lado nas ruas onde os veículos estão transitando. Se não houver calçadas, ao descer do passeio para a via de trânsito de veículos, ande em fila indiana (um atrás do outro), deixe para conversar quando retornarem às calçadas, evitando acidentes. O parágrafo 5° obriga, em caso de construção ou obras de arte que seja observada espaço necessário para que o pedestre possa utilizar o passeio, evitando utilizar a via de trânsito de veículos. § 6º Onde houver obstrução da calçada ou da passagem para pedestres, o órgão ou entidade com circunscrição sobre a via deverá assegurar a devida sinalização e proteção para circulação de pedestres. O parágrafo 6º. Obriga o órgão ou entidade com controle da via a assegurar aos pedestres, em caso de obstrução da calçada ou passagem a sinalizar para que o mesmo seja protegido e não seja atingido por outros veículos. Prevê ainda o Código Brasileiro de trânsito no seu artigo 69 e parágrafos que o pedestre deve tomar todas as precauções de segurança antes de cruzar a pista de rolamento (vias de trânsito de veículos), e deve utilizar, as faixas ou passagens (faixa de pedestres), ou na sua ausência (das faixas), fazer a travessia da via no sentido perpendicular ao seu eixo, ou seja, na reta. Isso implica, em muito observar que ante o elevado número de rotatórias existentes na região, muitas pessoas cruzam a mesma passando no meio da rotatória e não atravessando a pista em linha reta, ficando exposta, por duas ou mais vezes, sem necessidade a acidentes com motos, bicicletas ou outros veículos. O mesmo artigo obriga o pedestre a obedecer as indicações das luzes (semáforos de pedestres) s para iniciar sua travessia e na ausência dele a indicação dos semáforos ou do agente de trânsito. A alínea ‘b’ do referido artigo 69 que uma vez iniciada a travessia da faixa da rua, seja utilizando a faixa de pedestres ou na ausência dela a própria via de tráfego, o pedestre deve fazê-lo de forma rápida, sem parar ou diminuir a velocidade da travessia para evitar acidentes. Muitos pedestres pensam que a faixa de pedestre é passarela de desfile de moda, andando, a passos lentos, conversando com o ‘vizinho’ ou no celular, como se todos devessem esperar que ele saia da faixa de pedestre quando bem entender. É um erro comum de nossos conterrâneos, já que a mesma educação que é exigida para o condutor de veículo respeitando o tráfego de pedestres tem esse último para com o motorista, ou seja, desimpedir o mais rápido possível a via de trânsito de veículos. Por fim, o artigo . 71 do Código de Trânsito obriga o órgão ou entidade com circunscrição sobre a via manterá, obrigatoriamente, as faixas e passagens de pedestres em boas condições de visibilidade, higiene, segurança e sinalização, portanto é dever da administração pública manter as faixas de pedestres devidamente pintadas bem como instalados equipamentos de luz que permitam maior segurança ao pedestre e as demais pessoas que compõe o trânsito. Ao trafegar com seu veículo (moto, carro, caminhão, bicicleta, carroça ou mesmo carrinho de mão) lembre-se que ao sair do mesmo você vira pedestre. Conheça suas obrigações, exija do poder público a adequação de segurança prevista na legislação e faça você também sua parte para um trânsito melhor, mais seguro e educado.